Tô de volta! e com uma dica: Cityville

janeiro 20, 2011 2 comentários


Hey guys



Não sei se alguém ainda lembra de mim, a May que costumava postar aqui.
Pois é, acabei abandonando o blog porque a vida andou (e tem andado) muito corrida. Mais aproveitando o tempinho livre das aulas, eu vou tentar retomar minhas visitas aqui.


Pensei em inúmeras coisas para postar...e nada me agradava tanto.
Então decidir falar sobre um joguinho que tem feito muito sucesso no Facebook: O Cityville.


CITYVILLE




O CityVille é o mais recente jogo do Facebook lançado a 2 de Dezembro pela Zynga (mesma empresa que criou o “Farmville”). Nele é possível construírmos uma cidade virtual, termos nosso próprio negócio ou sermos agricultores. Seu objetivo é de construir casas e prédios da comunidade, estabelecimentos, plantar...tudo isso para aumentar a população, e assim fazendo a cidade crescer.

Além disso, seu amigo pode ser seu vizinho, podendo assim um ajudar ao outro em sua cidade.


Eu comecei a jogar por acaso e viciei. Não há um dia que eu não entre para colher dinheirinho para fazer minha cidade crescer.

No jogo há o próprio dinheiro que seria os "Coins", há também o "cash" que seria como o real (mais dificil de conseguir), há os goods que são as mercadorias que repõe seu estabelecimento, entre outras coisas.

É muito interessante, pra quem está com o tempo livre não há nada mais divertido. Não é a toa que está se tornando um dos aplicativos mais utilizados no Facebook.



Pra você que não conhece, vai minha dica!


Minha Cityville














Dica de música: Pitty - Trapézio

Beijinho e até a próxima.

Mayara Vieira


Lovely Complex

janeiro 17, 2011 1 Comentário
Olá pessoal! As férias continuam, passei a semana passada toda na praia por isso não postei ee hoje eu volto para a praia. :D
E hoje vou dar mais uma dica sobre o que fazer na nóia das férias, se você não gosta da praia ou simplesmente não tem para onde ir. é.



Lovely Complex é um anime shōjo, ou seja, para meninas. haha
Tipo, shōjo é aquele tipo de anime ou mangá em que há uma história de amor, a maioria das vezes no colégio ou coisa assim.



Lovely Complex é uma história que se passa entre um garoto e uma garota. A garota, Risa Koizumi, tem 1,72 de altura – sendo um "pouco" alta para a idade; e o garoto, Atsushi Otani, que tem 1,56 de altura – um "pouco" baixo para a sua idade.
Risa e Otani fazem uma aposta, para quem arranja um namorado mais rapidamente. Nenhum dos dois conseguem namorar quem eles queriam, sendo assim, cancelam a aposta.
Eles viram grandes amigos e Risa acidentalmente se apaixona por Otani. Apesar de ele não responder seus sentimentos, ela não desiste.

"Love Com" (como é carinhosamente apelidado pelos fãs), apesar de leve e divertido, trata sobre questões sérias, como conviver com as diferenças. Afinal, porque as meninas têm de ser fofinhas e os meninos "machões"? Apesar de tudo, os dois personagens ajustam-se perfeitamente ao dia-a-dia e vivem felizes, passando aos fãs mensagens positivas e estímulos. (wikipedia)


Eu achei Lovely Complex um anime muito fofo. Sinceramente, eu me identifiquei. Cheguei a chorar algumas vezes, sério.
Mudei um pouco a sinopse ali e dei alguns spoilers, sorry. Acho que toda garota já passou por isso de gostar de um garoto e ele não sentir o mesmo por você, então, esse anime é pra nós meninas! haha

É uma ótima dica pra quem está entediado nessas férias. Eu adorei e falo desse anime pra qualquer pessoa. haha


Essa é a dica pessoal, aproveitem as férias.

Beijos, Mari!

Ela Foi Até o Fim - Meg Cabot

janeiro 09, 2011 2 comentários
Oi gente, me desculpem o sumiço (mais uma vez), mas sabem como é, festas de fim de ano dá nisso.

Pois então, as férias chegaram, GRAÇAAAS a Deus! E pra quem ainda não foi passar aquela semaninha na praia, ou mesmo pra quem não é muito afim de sair de casa, pra que coisa melhor do que ler um livro? Haha


Ela Foi Até o Fim é um livro de autoria de Meg Cabot. A melhor autora de chick-lit ever. Haha



Lou Calabrese é uma roteirista de sucesso que acaba de descobrir que seu ex (um ator famoso de Hollywood), com quem viveu 10 anos e nem ao menos ganhou um pedido de casamento, casou-se com outra mulher.
Agora ela tem de superá-lo, mas como fazer isso no Alasca, acompanhada do homem que ela mais odeia no mundo? O famoso astro de Copkiller, Jack Townsend.


Hm, vocês já podem ver o que vai acontecer não é?
Sério, adoro esses livros em que o par romântico se odeia no começo e acabam juntinhos no final. Haha
Eu sinceramente, amei o livro. Meg sempre surpreende com as novas histórias dela. Tipo, ela tem muitos, muitos livros mesmo e mesmo assim vive inovando.
Tá que a história não é aquele “Ó, meu Deus que incrível!”, mas é um romance muito fofo, engraçado e tem adrenalina também. :D
Recomento totalmente o livro, pena que é meio carinho mas vale a pena.


Beijinhos pessoal, ótimo domingo! Mari
 
Desenvolvido por Michelly Melo.