Orgulho e Preconceito

abril 08, 2011 Nenhum comentário
Oi gente :)



Já vi esse filme faz um bom tempo, mas semana passada minha prima querida veio aqui e a fiz assistir comigo de novo. haha


E me apaixonei de novo pelo Mr. Darcy. haha

Brincadeira, ele é um fofo e tal, mas passei dessa fase 'me apaixono por meu ídolo'. Tá que ele não é meu ídolo, mas é só ver o Mr. Darcy pra ficar caidinha. haha

Tá, parei.


Orgulho e Preconceito é um filme de romance histórico, baseado no livro de Jane Austen com o mesmo nome.

Se você não gosta de filmes mais 'paradinhos' pode parando por aí. Orgulho e Preconceito é um filme longo e sem nenhuma cena sangrenta, luta de espadas ou beijos apaixonados.


Não, é um filme fofo, água com áçúcar, ou seja, bem mulherzinha!



Sinopse retirada do site Adoro Cinema: Inglaterra, 1797. As cinco irmãs Bennet - Elizabeth (Keira Knightley), Jane (Rosamund Pike), Lydia (Jena Malone), Mary (Talulah Riley) e Kitty (Carey Mulligan) - foram criadas por uma mãe (Brenda Blethyn) que tinha fixação em lhes encontrar maridos que garantissem seu futuro. Porém Elizabeth deseja ter uma vida mais ampla do que apenas se dedicar ao marido, sendo apoiada pelo pai (Donald Sutherland). Quando o sr. Bingley (Simon Woods), um solteiro rico, passa a morar em uma mansão vizinha, as irmãs logo ficam agitadas. Jane logo parece que conquistará o coração do novo vizinho, enquanto que Elizabeth conhece o bonito e esnobe sr. Darcy (Matthew Macfadyen). Os encontros entre Elizabeth e Darcy passam a ser cada vez mais constantes, apesar deles sempre discutirem.



Gente, essa sinopse não está muito bem feita. Mas a preguiça me domina aqui, não to com cabeça pra pensar em fazer sinopses.



Enfim, já vi 3 vezes esse filme e me apaixono cada vez mais pela história a cada vez que vejo.

Realmente, tem que gostar MUITO de Jane Austen ou de filmes históricos. Filmes como Emma, Persuasão e Mansfield Park que também são inspirados nos livros da Jane Austen são mais parados também, mas as histórias são sempre bonitas e diferentes e as coisas fluem naturalmente, isso é o bom da Jane.


Há também uma versão cinematográfica que não fez sucesso, da década de 40 e uma série de TV que traz Colin Firth como Mr. Darcy.

Essas são as que conheço e ainda não vi, infelizmente.

Mas quero muito ver a série de TV :)


É isso pessoal, essa é a dica de hoje. Desculpem a correria!




Beijos, Mari.

Muito Mais Que Uma Princesa - Laura Lee Guhrke

abril 01, 2011 Nenhum comentário

Oi gente! Então, eu já falei desse livro aqui. Mas foi um dos primeiros posts, eu não tinha prática e nem fiz uma resenha digna! haha






Apesar de Laura Lee Guhrke não ser muito conhecida, ela encanta com seus trabalhos e um desses trabalhos é o livro Muito Mais Que Uma Princesa. Lucia Valenti é filha ilegítima de um príncipe italiano com uma linda cortesã. Por isso, estudou praticamente a vida toda em conventos, mas apesar disso nada a impediu de fazer escândalos, o último deles levando seu pai Cesare de Bolgheri a querer arranjar para ela, um casamento. Para achar o marido ideal para Lucia, Cesare de Bolgheri chama um respeitado diplomata britânico, Sir Ian Moore. É seu dever levá-la à Inglaterra e fazer com que ela se case. Mas é claro, não seria tão fácil. Lucia tem um tem o espírito e humor fortes, quer se casar com alguém por amor e não por imposição do pai e sem mencionar sua beleza estonteante. Ian também nada deixa a desejar, se não fosse aqueles olhos tão frios... Apesar de seus esforços para conseguir o marido ideal, ele se vê cada vez mais envolvido por Lucia, que sente o mesmo.


Entre jogos de xadrez, idas ao parque, discussões acaloradas e passeios de carruagens, Lucia achará um marido do qual realmente ame? E Ian deixará suas obrigações ou sentimentos falarem mais alto?

Ah sou muito suspeita pra falar desse livro. Porque ele é um dos meus livros favoritos! Foi ele que me fez amar os romances históricos. No começo achei meio parado, acho que é sempre assim até o casal se encontrar. Haha É uma história linda e como todo romance histórico, tem aquelas partes mais picantes que não deixam a história tão água com açúcar. O Ian é meu personagem favorito de todos os livros que li e a Lucia tem mesmo, como descrito na resenha, um espírito forte! Amei totalmente o livro e é uma história que vai num rumo muito diferente do que se pode pensar. Recomendo DEMAIS!

É isso gente. Beijocas, Mari.
 
Desenvolvido por Michelly Melo.